skip to Main Content

Clipping – Aqui Agora – Regularização de 335 imóveis pela Cohapar inicia na segunda-feira (08.10) em Marechal Rondon (PR)

Aconteceu na noite de quarta-feira (03.10), no pavilhão comunitário do Loteamento Augusto, assinatura de convênio entre a Prefeitura e a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar). O contrato prevê a regularização fundiária de 335 imóveis, os quais não estão escriturados. Algumas famílias, inclusive, aguardam há mais de 20 anos a regularização de suas casas.

O ato de ontem teve a presença do prefeito Marcio Rauber, do presidente da Câmara de Vereadores, Pedro Rauber, e do diretor de Regularização Fundiária da Cohapar, Guilherme Cherobim. Também estiveram presentes, entre outras autoridades, os secretários municipais de Planejamento, Reinar Seyboth, e de Governo, Walmor Mergener.

Serão beneficiadas com escrituras 335 famílias dos Loteamentos Augusto 1 e 2, Vila Martins, Santo Amaro e Mutirões de Porto Mendes, Margarida e Iguiporã.

O trabalho de regularização dos imóveis inicia na segunda-feira (08). Ele será feito pela empresa Japel, que é do Espírito Santo e venceu a licitação promovida pela Cohapar para atender Marechal Cândido Rondon e demais municípios da região.

O primeiro passo será o levantamento da situação de cada imóvel junto à prefeitura. Nas etapas seguintes os proprietários serão convocados a assinarem os contratos e apresentarem a documentação exigida para que seja confirmada a escrituração. O prazo para a conclusão dos trabalhos é de 18 meses. Porém, a empresa acredita ser possível concluir em menos tempo.

O convênio entre a Prefeitura e Cohapar atenderá famílias com renda de até cinco salários mínimos.

Conforme Guilherme Cherobim, da Cohapar, a vantagem da parceria é o baixo valor da escrituração para cada família, que assumirá 20 parcelas de R$ 80. O pagamento inicia somente após o proprietário receber a escritura do imóvel. Os demais custos com a regularização ficam sob responsabilidade do programa “Morar Legal Paraná”, do Fundo Estadual de Combate à Pobreza, criado pelo Governo do Estado em 2015.

O presidente da Câmara de Vereadores, Pedro Rauber, demonstrou satisfação com o convênio, que solucionará o problema de centenas de famílias rondonenses. O contrato entre o Município e a Cohapar foi possível a partir de requerimento apresentado no ano passado por Pedro Rauber, e da atuação deste junto à direção da Cohapar em Curitiba.

“Foram várias audiências com a direção e com o presidente da Cohapar, Nelson Justus Filho, para que se pudesse chegar à assinatura do contrato para o início do processo de regularização”, conclui o presidente do Poder Legislativo.

Fonte: Aqui Agora

Back To Top
ACESSO À ÁREA DO ASSOCIADO



Esqueci a senha