skip to Main Content

Anoreg/CE: Visita técnica à SC garante aperfeiçoamento em Central de Registro Imobiliário

Nesta semana, nos dias 24 e 25 de julho, a equipe técnica responsável pela Central de Registro Imobiliário do Ceará esteve participando de uma visita técnica junto ao Colégio Registral Imobiliário de Santa Catarina (Crisc). O objetivo da visita foi sanar algumas dúvidas relativas tanto à lógica de negócio como ao código fonte que o Ceará está usando como base de sua Central e que foi obtido através de um convênio com Santa Catarina.

Segundo Miguel Jefferson, responsável técnico da Central, os encontros para alinhar o projeto fazem parte do processo de customização do sistema. Ele explica que o código e o desenho de programação de Santa Catarina foi feito tendo como foco à realidade daquele estado, com suas peculiaridades, com um provimento específico da Corregedoria, dentre outros fatores. “Ao se receber o código fonte original ganhamos muito tempo, mas é preciso uma adequação. Embora tenhamos contato com os técnicos do Crisc, todas as dúvidas não podem ser tiradas amiúde, no dia a dia, sob pena de inviabilizar o trabalho. Então, coletamos uma série de questões que serão trabalhadas em conjunto. Em dois dias de trabalho lá estimados que vamos ganhar umas três semanas de avanço aqui, quando retornarmos”, avalia.

Além de Jefferson, participaram das reuniões o desenvolvedor do sistema pelo Ceará, Maykel Trejo e o desenvolvedor da Central Eletrônica da Crisc, Denes Schroeder. De acordo com a equipe técnica, ajustes nessa etapa do trabalho, quando já se tem intimidade com a linguagem e o banco de dados, costumam dar bons resultados porque trabalham em cima de um material conhecido, com mais precisão de aonde se quer chegar.

Para Helena Borges, presidente da Associação dos Notários e Registradores do Estado do Ceará (Anoreg-CE), que está à frente da Central junto com o Sindicato dos Notários, Registradores e Distribuidores do Estado do Ceará (Sinoredi-CE), as entidades de classe não estão medindo esforços para que o projeto tenha todo o suporte e resulte numa ferramenta eficiente para os cartórios e para o público em geral.

A exceptiva é que após a conclusão da customização do código fonte, feito na linguagem php, e do banco de dados, começarão os testes com cartórios pilotos que vão ser parte do ambiente de homologação da Central.

Fonte: Anoreg/CE

Back To Top
ACESSO À ÁREA DO ASSOCIADO



Esqueci a senha