BE2992

Compartilhe:


Exemplo que vem do interior: 2º RI de Araraquara integra Ofício Eletrônico


2º Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica da comarca de Araraquara entra na era digital

Ao completar 70 anos, o 2º Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica da comarca de Araraquara dá um exemplo de modernidade como o primeiro cartório do interior a obter, via AR-Arisp, o e-CPF, ou seja, sua assinatura digital. “Esse é o nosso primeiro passo para a divulgação dessa ferramenta tão importante para o cidadão”, comentou Emanuel Costa Santos, 2º Oficial de Registro de Imóveis e Anexos de Araraquara, SP.

A assinatura digital possui segurança tecnológica, validade jurídica e uso universal para contratos em geral, procurações, escrituras públicas, relatórios diversos para utilização pelos cartórios de registro de imóveis na emissão de certidões digitais.

O 2º RI de Araraquara também se estruturou para integrar o Ofício Eletrônico, serviço prestado pela Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo, Arisp, em convênio com o Instituto de Registro Imobiliário do Brasil, Irib, um serviço prestado pela Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo, Arisp, em convênio com o Irib, que tem por objetivo viabilizar a emissão de certidões digitais ao poder público, por meio de intercâmbio de informações eletrônicas entre as entidades solicitantes e os registros de imóveis um serviço prestado pela Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo, Arisp, em convênio com o Irib, que tem por objetivo viabilizar a emissão de certidões digitais ao poder público, por meio de intercâmbio de informações eletrônicas entre as entidades solicitantes e os registros de imóveis cujo objetivo é tornar viável a emissão de certidões digitais para o poder público, por meio de intercâmbio de informações eletrônicas entre as entidades solicitantes e os registros de imóveis.

Segundo Emanuel Costa Santos, a inserção do 2º RI de Araraquara no mercado informatizado aproximará a população do cartório, que recebe demandas de pessoas físicas e jurídicas localizadas a até 50 quilômetros de distância. “Estamos promovendo uma série de mudanças para cada vez mais oferecer os melhores serviços à nossa região”.

A iniciativa de Araraquara foi possível graças ao convênio entre Arisp e Irib e representa a consolidação dessa parceria, de acordo com o presidente da Arisp Flauzilino Araújo dos Santos. “A união das entidades teve justamente o objetivo de expandir as ferramentas tecnológicas para fora da capital”, explicou. “Este, sem dúvida, foi o marco do processo”.

Para Manuel Matos, consultor do Irib e da Arisp, e presidente da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, Camara-e.net, o pioneirismo do 2º Registro é de extrema importância política e estratégica. “Araraquara é uma referência para outras cidades do interior paulista e ao ingressar na era digital liderará um movimento exemplar de redução de custo e aumento da eficiência”.

2º RI de Araraquara: tradição e pioneirismo

Criado em 1937, o 2º Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica de Araraquara atende a todos os cidadãos da comarca – sede e municípios integrantes –, oferecendo os serviços do registro de imóveis para a correspondente circunscrição territorial e, para toda a população, os serviços de registro de títulos e documentos e civil de pessoa jurídica.

Emanuel Costa Santos assumiu a delegação em 7 de maio de 2003, após ser aprovado em concurso público realizado pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. O novo registrador promoveu diversas modernizações tecnológicas no cartório, e criou o primeiro site da área notarial e registral com domínio próprio na comarca de Araraquara: http://www.segundooficial.com.br/.

Outro importante investimento foi a revitalização do tradicional prédio da rua Gonçalves Dias, conhecida como rua 1, esquina com a avenida Duque de Caxias. O cartório foi totalmente remodelado e ganhou mobiliário novo.

E as mudanças não param por aí, o 2º RI de Araraquara investiu também em novos computadores, sistema centralizado de impressão a laser, impressora exclusiva para certidões e papel padrão com itens de segurança.

Atualmente, o sistema de informática concentra todas as etapas da atividade registrária em suas diversas especialidades: pedido, qualificação, emissão de nota devolutiva, textos de registros e averbações, indicadores pessoal e real, recibo, controle de andamento, imagens das fichas de matrículas, de registro auxiliar e de indisponibilidades. Além disso, está em formação um acervo das transcrições em sistema informatizado, visando ganhar mais agilidade no trato da informação.

Araraquara é uma cidade com mais de 200 mil habitantes que vem recebendo investimentos de grandes empresas e, conseqüentemente, movimentando o mercado imobiliário, o que traz novas demandas por serviços. O futuro depende de cada um de nós”, observa Emanuel.